Meu INSS: Aprenda a realizar o cadastro e acessar todos os seu dados previdenciários

O “Meu INSS” é uma plataforma digital onde o trabalhador pode acessar seus dados previdenciários e trabalhistas, simular seu tempo de contribuição, agendar requerimentos de benefícios e consultar pagamentos do INSS.

A partir do dia 24/05/2019, houve uma mudança na forma de cadastro cadastrar e da obtenção da senha. O login passa a ser feito diretamente pelo site acesso.gov.br.

A mudança faz parte da ação do Governo para unificar os logins, portais e sites institucionais a fim de facilitar a vida do cidadão que busca os serviços públicos na internet.

Como fazer o cadastro?

    • Para realizar o cadastro e obter acesso ao Meu INSS, acesse acesso.gov.br e clique em “Crie sua Conta”. Você será enviado a outra página onde serão solicitados dados como CPF, nome completo, telefone celular e e-mail.

    • Em seguida, após clicar em “continuar”, você será direcionado a uma nova página, para validação de dados. Nesta página, o Governo poderá solicitar informações como: data de nascimento, nome da mãe, empresas onde você trabalhou, se já contribuiu para o INSS com carnê, se já recebeu benefício previdenciário, bem como o salário sobre o qual contribuiu por último. Assim, é interessante ter em mãos a Carteira de Trabalho e as Guias ou Carnês de Contribuição, bem como sua identidade e CPF.

    • Logo após estas etapas, será exigido que o segurado defina sua senha definitiva, que será utilizada posteriormente. Se o cadastro já tiver sido feito em tempos atrás mas você tiver esquecido da senha, poderá acessar o mesmo link, inserindo seu CPF e clicando em “Esqueci Minha Senha”.
     • Como o site exige caracteres especiais, letras maiúsculas e números, é recomendado, para evitar o esquecimento da senha, o seguinte padrão, alterando de acordo com suas preferências:*Nome321

Caso o segurado não consiga realizar o cadastro do Meu INSS pela internet, ele pode se dirigir a uma agência do INSS, solicitar informações no telefone 135 ou nos seguintes bancos: Banco do Brasil, Banrisul, Bradesco, Caixa, Itaú, Mercantil do Brasil, Santander, Sicoob, Sicredi.

Fonte: INSS por João Leandro Longo Advogado. Formado em Direito pelo Centro Universitário Leonardo da Vinci em 2017. Cursou Aprimoramento em Direito Previdenciário e Trabalhista em Faculdade Legal www.jornalcontabil.com.br/ - 10/09/2019

Últimas Publicações

  • Concessão de Créditos | Análise de risco na concessão de crédito

    Os riscos na concessão de créditos estão presentes no dia a dia da maioria das empresas, principalmente para aquelas que têm como objetivo maximizar seus lucros, no mais alto grau possível. Para isso, seus gestores, além de adotar políticas de otimização da alocação de recursos, redução de custos e incrementos de produtivida.. (continue lendo)

  • Capital de Giro - Dá vida à organização e faz fluir os seus processos

    Também conhecido como Capital Circulante, o Capital de Giro representa em média, boa parte do total de ativos de uma empresa. Ele dá vida à organização, faz fluir seus processos de compra e venda e está diretamente associado às fontes de recursos, das quais a empresa necessita para financiar seu crescimento.

    continue lendo)

  • Obrigações Federais, Trabalhista e Previdenciária - Setembro/2019

    Esta agenda contém as principais obrigações tributárias do mês de Setembro/2019, de âmbito da legislação Federal, Trabalhista e Previdenciária, na forma de comentários, com ênfase às providências que as empresas devam adotar no cumprimento de suas obriga&.. (continue lendo)

  • Alienação Fiduciária | Modalidade de direito de propriedade com garantia

    A alienação fiduciária é um modelo de garantia de propriedades bastante comum no Brasil, principalmente em negociações de bens móveis e imóveis, onde o bem é adquirido pelo comprador a partir de um crédito pago em prestações (artigos 1361 a 1368-B, da Lei 10.406, de 2002 - Código Civil).

    continue lendo)

  • Contratos de Mutuo | Cálculo e pagamento do Imposto de Renda retido na fonte

    O mútuo é o empréstimo de coisas fungíveis, em que o mutuário (devedor) é obrigado a restituir ao mutuante (credor) o que dele recebeu em coisa do mesmo gênero, qualidade e quantidade (artigo 586, da Lei 12.406, de 2002, Código Civil).

    continue lendo)

  • PPRA | Implantação do Programa de Prevenção de Riscos Ambientais

    O Programa de Prevenção de Riscos Ambientais (PPRA) tem por finalidade a preservação da saúde e da integridade dos trabalhadores, por meio da antecipação, reconhecimento, avaliação e consequente o controle da ocorrência de riscos ambientais existentes ou que venham a existir no ambiente de trabalho (Norma Regulamentadora nº 9, NR-9, aprovada pel.. (continue lendo)

  • Demonstração do Fluxo de Caixa | Análise da capacidade da empresa gerar caixa e gerenciar sua liquidez

    Um fluxo de caixa bem preparado é tudo o que um gestor precisa para conduzir sua empresa de forma rentável e, como é bom ver um fluxo de caixa positivo. A Demonstração dos Fluxos de Caixa  (DFC) ajuda os usuários das demonstrações contábeis analisar a capacidade da empresa gerar caixa, bem como sua necessidade para utilizar esses fluxos de caixa.continue lendo)

© 2017 | Desenvolvido por: TBrWeb